segunda-feira, 22 de maio de 2017

21 de maio

Sabiam que ontem foi o dia do vinho?
Andei demasiado ocupada e distraída, e nem me lembrei de festejar este dia, mas como diz o ditado: "mais vale tarde que nunca".
Quem me faz companhia hoje?

Vai um co..pito?


sexta-feira, 19 de maio de 2017

Bom fim de semana



A brincadeira continua

Calhou almoçarem juntos...e enquanto ela põe a mesa para servir o almoço, ele abeira-se dela, com uma mão força-lhe as costas para que se incline para a frente e roça-se nela.
"- Então? De novo? E aqui?" - perguntou-lhe ela.
Ele não responde, continua a sua tentativa e vai-lhe desapertando as calças, puxando-as para baixo, e numa investida bruta, penetra-a sem dó.
"- Aiiiiii...!" - gemeu ela num gritinho simultâneo de prazer e dor.
Ele continuou, ela deixava que ele continuasse.
Foram até ao final, limpando-se com os guardanapos existentes em cima da mesa. 
"- Nunca pensei ser fodida assim." - disse-lhe ela.
"- Assim, como, na cozinha? Até parece que é a primeira vez." - disse-lhe ele.
"- Não, ser fodida numa esquina...estás a ver ou não, ó meu fodilhão?"
"- Vamos almoçar, antes que leves outra seguida..." - retorquiu-lhe ele.
"- Andas em alta." - disse-lhe ela.
"- E não é assim que tu gostas? Aproveita que isto não dura sempre..." - respondeu-lhe ele.


quinta-feira, 18 de maio de 2017

A brincar a brincar...

A conversa entre eles estava animada, e ela sempre na brincadeira como é habitual. Assim do nada diz-lhe ele:
"- Deves querer brincadeira deves..."
"- E porque não?" - respondeu-lhe ela.
"- Exato, e porque não? Sugiro que brinquemos ao cemitério." - disse-lhe ele.
"- Brincar ao cemitério?!"- perguntou ela, curiosa, sem saber do que se tratava.
"- Sim, tu deitas-te e eu enterro-te!!" - disse-lhe ele, com ar de gozão.


"- Huummmmm...como gosto destes enterros" - murmurou ela, enquanto que...

Pequeno-almoço

Nunca se esqueçam da refeição mais importante do dia.
Por cá, é quase sempre um café com leite e por aí?


quarta-feira, 17 de maio de 2017

Swalla

Ouvi esta música de manhã e tenho andado com ela no ouvido o dia todo a cantarolá-la. Como desconhecia o vídeo, dei-me ao trabalho de pesquisar e não é que gostei?
Tem ou não tem uma boa batida?



segunda-feira, 15 de maio de 2017

Cansaço

Quando chegas à segunda feira ainda mais cansada do que estavas na sexta, isso é sinal que precisas de...
De...uma bela massagem!



sexta-feira, 12 de maio de 2017

Anotem aí...

Vezes sem conta camuflava o que lhe percorria no corpo todo, o que lhe remexia as entranhas, porque sentia-se um ser único no meio de tantos que lhe pareciam ser tão diferentes. Parecia que já nada nem ninguém conseguiam chegar-lhe ao auge que ela tantas vezes sentia e necessitava. Parecia tudo tão pouco e escasso, comparado com o que ela desejava.
Via-se vezes sem conta a ser provocada por este ou aquele, mas o que lhe diziam ou faziam, não mexiam com ela, era tudo muito básico, era tudo muito pouco para o fogo ardente que nela habitava constantemente.
Ela precisava do máximo, da volúpia, da insanidade que perante aos olhos dela, muito homens não sabiam o que isso era. Para eles, meia dúzia de palavras e umas quantas perguntas que consistiam quase sempre no mesmo, "de que cor é a tua lingerie hoje", "estás molhada", "gostas de sexo oral"..."ai, desculpa se te ofendi", não conseguiam com que ela avançasse, porque isso tudo era tão verde para o maduro que ela tanto gosta.
Por vezes, perguntara-se para si mesma se de facto estaria a teclar com homens já vividos como assim lhe diziam ser, ou com putos acabados de tocar as suas primeiras punhetas, na esperança de poderem aprender algo mais, com uma mulher já com um pouco de experiência, e que sabe bem o que quer e faz, sem qualquer tipo de pudor. De facto, não era aquela a praia dela e afastava-se de toda essa gentinha, que o que mais queriam na realidade, era ver algo dela e esvaziar os tomates à sua custa.
Toda ela era tesão e necessitava de muito mais...necessitava de palavras porcas, obscenas, do pega lá, e usa como quiseres, que eu vou foder-te como nunca o fiz com ninguém. Era disso que ela precisava. Porque de boas tretas e míseras tentativas, anda este mundo cheio. Agora, de homens a sério, capazes de fazerem uma Paloma gemer e gritar de prazer até à exaustão, não é qualquer um que consegue e doam estas palavras a quem doerem.

E já agora, desculpem se vos ofendi!!