quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Acorda (me)

Acordou cedo, deixou-se ficar na cama e deu por si a explorar o seu próprio corpo, havia tempos que não o fazia.
Ultimamente a tarada que nela havia andava um pouco adormecida, na esperança que algo ou alguém a conseguissem acordar para voltar a ser a mesma que sempre fora.
Mas não estava a ser fácil. Nada fácil...



10 comentários:

  1. Há que continuar a tentar... nao se pode desistir. Insistir é a palavra de ordem:p Boa exploração.

    Jokitas Femininas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas eu não tento, gosto que as coisas aconteçam naturalmente!
      Beijo. ;)

      Eliminar
    2. O mal do contacto escrito é que às vezes há mt ruído, no que pensamos dizer e as nossas palavras n dizem... a insistência era na exploração individual:p

      Jokitas Femininas

      Eliminar
    3. Exploração essa que tento não deixar de lado. :P
      Beijo. :P

      Eliminar
  2. Há por aí muita falta de talento, não teu, deles(as).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar não há falta...eu é que sou esquisita! ;)

      Eliminar
  3. São daquelas coisas que quanto mais se desejam e precisam menos acontecem,como se i universo conspirasse contra,logo irá aparecer esse rastilho que te fará detonar de novo,sempre quando menos esperares,como parece ser hábito nestas coisas.

    Beijo meu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ok, pode ser que este teu comentário sirva para um próximo post. "Procura-se rastilho!" :P

      Outro beijo (meu).

      Eliminar
  4. As manhãs... Essas sacanas que nos despem lentamente o corpo e a mente...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E as tardes...e as noites...e as madrugadas...
      :P

      Eliminar