quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Eu, ele e outro...

Estavam a divertir-se numa festa de aniversário em casa de um casal amigo, o ambiente estava agradável, assim como as companhias e os mais diversos petiscos, todos eles bem elaborados em cima de uma mesa rectangular enorme.
Conversa puxa conversa, e Paloma como sempre com o rastilho malicioso na ponta da língua, faz com que algumas das pessoas que a escutavam com um sorriso no rosto, ficassem a pensar um pouco mais sobre ela.
Mas, tão depressa ela do nada vai buscar uma anedota picante, como tão depressa se levanta para ir ajudar a dona da casa na cozinha. Num desses instantes, em que se dirige à cozinha, cruza-se com um homem que lhe pisca o olho, ela retribui com um sorriso.

Chegada à cozinha, não encontra ninguém e decide ir espreitar a sua mala, para verificar se tinha alguma chamada no telemóvel. Está tudo tranquilo e decide enviar uma sms ao seu marido, dizendo-lhe o seguinte: "apetece-me que me fodas agora".
Não tinha passado um minuto e obteve a resposta: "agora, não pode ficar para mais logo?"
"Não" - respondeu ela. "Vem ter comigo ao wc, ao lado da cozinha."
Paloma, deixou-se ficar por ali à espera que ele entretanto aparecesse. Demorou uns minutos e certificando-se que ninguém os observava, decidiram subir a escadaria daquela casa, onde entraram num quarto e encostaram a porta.
Paloma, cheia de tesão, por ter provocado o seu marido no meio de uma festa, e ele não a ter negado, não hesita um segundo e sobe a saia que trazia vestida, desvia as cuecas, debruça-se para a frente e oferecesse-se, queria ser possuída ali, naquela hora.
Ele, por sua vez e antes que apareça alguém, desaperta as calças, e enfia-lhe o seu pau todo teso dentro dela de uma só vez.
A humidade existente nela fez com que essa manobra não a magoasse, mas não foi por isso que deixou de soltar um gemido.

Ouviam-se gargalhadas no andar de baixo enquanto eles os dois no andar de cima fodiam o mais rápido possível, para não serem descobertos.
Nisto, ouve-se um ranger de porta a abrir, era o homem que lhe piscara o olho há momentos atrás na cozinha. 
Paloma, pede ao marido que não pare, enquanto o tal homem os observa deliciado com a imagem...ela estava a adorar sentir-se observada e sentiu ainda mais tesão quando começa a ver o tal homem a desapertar as calças e a tocar no seu membro. Aos poucos vai-se aproximando do casal e começa a interagir com eles.
O marido dela, apercebendo-se que era isso que ela queria, ordena:
"- Anda, chupa-me o pau até me vir, enquanto ele te fode essa cona e esse cu!"
Ela assim faz e delicia-se com aquele acto inesperado, sentindo-se uma devassa da pior espécie que pode haver.
Ela chupa-o vezes sem conta até que começa a senti-lo a latejar e pára: "não, não te venhas", diz-lhe ela, "quero-vos os dois dentro de mim ao mesmo tempo, quero sentir a vossa esporra a sair dentro de mim".
O outro homem mal falava, limitou-se apenas a deixar-se levar pelos acontecimentos e se aquilo demorava muito saberia que iria explodir a qualquer momento porque já não aguentava tanto tesão.

Sobre uma cama, coloca-se em posição de "ataque" e fazem arrancar aquele motor em V.
Delícia, pareciam imagens de um filme porno, ela nunca se sentira tão preenchida como naquele momento.
O homem vem-se, de seguida o marido dela, enquanto ela, já tinha perdido a conta dos orgasmos que tinha conseguido atingir.
Compuseram-se, desceram e foram juntar-se de novo às pessoas que estavam lá baixo, enquanto Paloma ainda sentia dentro de si, os restos do esperma de ambos nas cuecas.


16 comentários:

  1. Belo conto Paloma....
    Uma pena que eu não estivesse lá como participante dessa festa...
    Um belo conto... algo assim como uma história mágica de segredos e encantos!!!

    ResponderEliminar
  2. Isso é que foi a verdadeira festa!

    ResponderEliminar
  3. Uffaaaaaaaaaaaaa que coisa mais excitante!! Huummmmmmm demicia! :-))
    Beijocas doces....ando por aqui: http://anseiosedevaneiossexuais.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Sempre com bons relatos para contar ;))))
    Há festas assim,excelentes,nada como conviver :P

    Beijooos

    ResponderEliminar
  5. Festa é festa e quem não festa, Mãe dele é gato!
    Foste corrida do sapo? Aqui vale tudo, pode ser que tenhas mais sorte. Gosto de ler o que escreves.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes de mais obrigado pela visita. :)
      Não fui corrida do sapo, mas quase! E como dizes e muito bem, aqui vale tudo.
      Beijo e um bom fim de semana. :)

      Eliminar
  6. Gosto... fantasia ou conto, ou facto?!

    Jokitas Femininas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fantasia, conto e um facto que poderá muito bem vir a acontecer se eu fizer por isso. :P
      Beijo.

      Eliminar
    2. Estamos em sintonia.

      Jokitas Femininas

      Eliminar